31-10-2016

Por

A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 2

colunista_RobertoFreitas

Para aqueles que querem entender por que Alan Moore é reverenciado como o escritor de quadrinhos mais influente de sua geração, esta deve ser a sua escolha. Aqui você vai encontrar três das melhores histórias já publicadas em uma revista em quadrinhos mainstream.

untitled-2Saga of the Swamp Thing, Book 2
Roteiro: Alan Moore
Arte: Shawn McManus, Stephen Bissete, Rick Veitch e John Totleben
Páginas: 224
Publicação: Vertigo 2012
Publicação Original: setembro de 1984 a março de 1985, #28 a #34
Gênero:
Terror

A primeira é Love and Death e é aqui que Moore finalmente chega a plenitude de sua arte e rompe com todas as convenções existentes. Talvez seja difícil avaliar quão inovadora essa história foi no seu tempo, após o número de diluições e imitações que tivemos ao longo dos anos. Mas mesmo assim, ela não perdeu sua força. A primeira publicação da DC a quebrar o selo de aprovação que vinha em todas as revistas em quadrinhos americanas, mostra nudez, incesto, necrofilia e zumbis na mesma história! E com um trabalho igualmente brilhante de Stephen Bissete e John Totleben, rompendo os limites do quadro e apresentando a mais assustadora primeira página da série. A editora Karen Berger merece elogios pela coragem de publicar esta história da forma como foi
untitled-1concebida.

A segunda é Pog, talvez a história mais sentimental já feita por Moore. Uma homenagem comovente ao mundo de Pogo Possum, criado por Walt Kelly. Sabemos que Moore é um conhecedor da história dos quadrinhos e seus criadores do período clássico, mas é um prazer ver como ele combinou o espírito da série original com a do Monstro do Pântano, aparentemente tão diferentes, criando uma história que você vai ter que se segurar para não derramar algumas lágrimas.  A arte aqui é de Shawn McManus, cujo estilo mais leve foi o que levou Moore a fazer esta longamente planejada homenagem a Kelly. Outro destaque é a linguagem particular dos visitantes, nos moldes da usada por Lewis Carol.

untitled-3A terceira é Rite of Spring. Abro aqui um parêntesis para lembrar que, tanto Pog como Rite of Spring eram “fill-in”, aquelas edições para encher linguiça entre os arcos e dar um respiro para os artistas originais de um título. O que mostra que para Moore elas podiam ser oportunidades para o novo, provando mais uma vez que os limites existem para ser quebrados. Moore nos presenteia, nesta história final do volume, Rite of Spring, com a representação mais incrível e lisérgica de um orgasmo já feita em qualquer mídia. Além de desafiar o que é concebido como um par “normal” entre homem e mulher.

Ah, e não é apenas isto. As outras histórias são muito boas, sendo Down Amongst the Dead Men uma das mais votadas como a favorita pelos fãs da série. Mas, para mim, essas três já seriam suficientes para garantir o lugar de Alan Moore como um dos maiores escritores de quadrinhos de todos os tempos.

Se você ama o trabalho de Moore, ama quadrinhos, adora histórias de horror, você precisa ter este livro. Se você não gosta de Moore, esta é a sua oportunidade de rever seus conceitos. Se você tem dinheiro para comprar apenas um livro da série, não deixe este passar.

Continue aqui:
<<< A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore — Início <<<
<<< A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 1 <<<
>>> A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 3 >>>
>>> A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 4 >>>
>>> A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 5 >>>
>>> A saga do Monstro do Pântano por Alan Moore – Livro 6 >>>

colunista_RobertoFreitas

Roberto Freitas Soares
Viciado em HQ desde a infância, ainda fugindo do Rehab.

Deixe uma resposta