Somente os amantes da arte do colecionismo podem entender

Sabe aquele momento em que você está apenas olhando à sua volta, sem qualquer interesse?
Pois é… Aconteceu comigo semana passada.

Almanaquinho de Invictus 1968 Batman

Sem querer, deparei-me com essa coisa rara. Pode ser somente papel velho e mal cheiroso para alguns. Mas, para mim, como para muitos que compartilham o mesmo gosto, as mesmas emoções, é um pouco mais.

Como explicar o sentimento de encontrar um objeto ou similar que traz em sua “aura” tantas recordações, tantos momentos?

Almanaquinho Invictus
Não tem como explicar. Somente os amantes da arte do colecionismo podem entender.

Agradeço às mãos cuidadosas que a manusearam, folhearam, limparam, guardaram e mantiveram essa relíquia da forma como está até chegar às minhas mãos. Mãos que continuarão a cuidar desse pequeno amontoado de papel que traz, em sua essência, as emoções de tantas pessoas e que, a partir de agora, acumula também as minhas.


Sandro Almeida
Administrador de empresas, amante de quadrinhos, cinema e cultura pop em geral. Sonha em montar um sebo, mas acha que iria à falência, por não querer vender a mercadoria.

Um comentário em “Somente os amantes da arte do colecionismo podem entender

  1. Sempre achei que os textos desses Almanaquinhos tivessem sido publicados dessa forma originalmente em inglês. Mas, depois de pesquisar pelo título de duas histórias, concluí que eles eram histórias em quadrinhos originalmente. Então teria sido a EBAL mesmo que adaptou para o formato de texto?

Deixe uma resposta