12-04-2015

Por

A primeira edição a gente nunca esquece!

Se me lembro bem, foi em 1980 que tive contato com minha primeira revista em quadrinhos.

Herois da TV 011 (1)Era a Heróis da TV #11, com histórias do Capitão Marvel, Mestre do Kung Fu e outros. Eu não gostava de quadrinhos de heróis. Lia somente Disney e as criações do Maurício (e ainda leio, diga-se de passagem). Mas resolvi dar uma chance àqueles heróis de papel. E agradeço até hoje por isso.

Fiquei entusiasmado com a qualidade dos desenhos realistas e da qualidade dos roteiros. Claro, eram tempos menos sombrios nos quadrinhos e as histórias eram mais simples. Por isso mesmo, eram deliciosas de se ler. Nada de megassagas, crossovers e outros.

Depois disso, passei a ler Conan, Capitão América e outros personagens publicados pela Abril. Na época, morava em uma cidade muito pequena próxima ao Paraná e não chegavam muitas revistas. Então, a saída era recorrer aos sebos, onde eu fazia a festa, encontrando muitas revistas antigas.

Quando chegavam as novas na banca, corria para lá gastar a minha mesada. Eram tempos em que não havia tantas mídias de entretenimento. O Atari ainda estava chegando ao mercado e era para poucos. O que sobrava eram os gibis. Mas, para mim, era o que bastava.

Longas tardes embaixo das árvores, lendo aquelas histórias, apreciando cada quadro como se fossem imagens de TV. Inclusive, naquela época, as histórias do Mestre do Kung Fu eram creditadas exatamente dessa forma: Roteiro, Imagens etc.

Tempos depois foi a vez de Guerra nas Estrelas também ser creditada dessa forma nas revistas, reforçando ainda mais a ligação entre essa mídia e o cinema e TV.

Os tempos são outros, mas a nostalgia e o vício permanecem. Vício, aliás, que só aumenta.


Sandro Almeida
Administrador de empresas, amante de quadrinhos, cinema e cultura pop em geral. Sonha em montar um sebo, mas acha que iria à falência, por não querer vender a mercadoria.

2 comentários em “A primeira edição a gente nunca esquece!

  1. Não me lembro exatamente qual a primeira HQ que li na vida, provavelmente uma do Recruta Zero, Bolinha, Disney ou Turma da Mônica. Mas a primeira revista de heróis que eu li (ou ganhei, pois eu nem sabia ler) foi uma do Capitão América, quando eu devia ter uns 4 ou 5 anos. A primeira que eu realmente li foi Homem-Aranha nr 8 da Bloquinho, com uma história do Kraven-O Caçador, e outra do Duende Verde.

Deixe uma resposta